18 respostas em “Contato

  1. Olá!
    Sou jornalista brasileira vivendo na Palestina como correspondente do jornal Brasil de Fato e gostaria de conversar com vocês sobre a questão da “segurança” na Copa. O Brasil assinou um acordo de cooperação nessa área com Israel e as polícias já estão empregando os mesmos métodos que o exército israelense usa contra o povo palestino. Isso precisa ser denunciado e detido. O modo como os sionistas lidam com manifestações não violentas é extremamente violento e já matou muita gente. Os métodos sionistas podem ferir e matar brasileiros. É necessário protestar contra o acordo não apenas por colocar em risco a vida e a integridade físico-psicológica dos brasileiros, mas porque o Brasil não pode negociar com um Estado como Israel, notório violador de direitos humanos e da legislação internacional, além de cometer abusos letais contra o povo palestino.
    Um abraço.

  2. Ola Siqueira Abrao,
    Eu gostaria de conversar com voce sobre esse assunto de contrato do Brasil com Israel em termo de segurança….. Sou tambem jornalista frances, trabalhando sobre o asunto das remocaoes no Brasil.
    Abraço.

  3. Olá,

    Sou morador da área onde irá passar a via Transolímpica.
    Como se sabe, muito além do centro do Rio, do Cais do Valongo, os engenhos de açúcar eram os destinos, onde (judeus) portugueses e (escravos) africanos viveram, trabalharam e morreram.
    Em Sulacap, zona oeste do Rio, o Engenho dos Afonsos é um deles. No local viveram membros de uma das famílias de cristãos-novos mais perseguida pela Inquisição no séc. 18: a família Paredes. João Afonso de Oliveira, que deu o nome ao engenho, foi casado com Inês de Paredes, mulata, filha de Luís de Paredes com Leonor da Costa, uma escrava da fazenda.
    A Fazenda dos Afonsos, tombada como patrimônio histórico e cultural do Rio em 2006, é uma testemunha viva da história da região, uma esfera que revela os povos e etnias que colonizaram a região.
    Contudo, a preocupação é que a via Transolímpica, por meio de uma garganta escavada entre o Morro dos Afonsos, passará neste local. A obra inicia em junho. Possivelmente, o que ficar de pé pode sofrer com os impactos negativos gerados pelo intenso fluxo de tráfego. Além disso, penso que haja vestígios do passado enterrados.
    Não sei se os responsáveis pelo Projeto Transolímpica atentaram para esse fato ou, sensíveis às pressões econômicas e as exigências da circulação de veículos (BTRs, etc.), passaram por cima de mais uma testemunha viva de várias épocas e de várias experiências, que serve de inspiração e referência para muitas pessoas.

    Atenciosamente,

    Emilson,

    • Olá Emilson! Muito interessante seu comentário sobre o grande impacto que a Transolímpica ira causar, não apenas na vida das pessoas que ali residem, mas também na história da cidade… Estou desenvolvendo uma dissertação de mestrado justamente sobre o plano de mobilidade e transportes do Rio para 2016, e gostaria muito de conversar com você sobre esta questão. Seria possível? Meu e-mail é rosanerebeca@gmail.com.
      Atenciosamente,
      Rosane.

  4. Gostaria que trocassemos a palavra luta pela conquista tem mais forca e conseguiremos atingir nossos objetivos mais rapidos mobilizando o povo com maior facilidade. Pois todos queremos vitorias e conquistas. E luta precisa de mais luta para se atingir algo e mais trabalhoso mentalmente.

  5. Meu nome é Reinaldo e sou aluno de Direito da Faculdade Sao José e gostaria de expressar os meus parabéns ao professor Christopher Gaffnem péla exposição de seus pensamentos que revelaram seu grande senso de justiça social e busca de uma melhor aplicabilidade do dinheiro público, oriundo dos bolsos dos cidadãos, que está sendo destinado em boa parte nas obras que visam melhorias nas regiões que o professor denomina cidades olímpicas (elites) e que oferecem pouca ou nenhuma mudança para melhor nas regiões denominadas cidades não olímpicas (relaengo, bangu, sta cruz, baixada, etc.), demonstrado pelo palestrante através de números do montante finaceiro aplicado pelo governo em tais obras e pela exposição dos fatos analisados pelo mesmo. Pena que muitos brasileiros não estão tão comprometidos quanto o professor Christopher, um texano, para participarem da discussão e resolução de problemas como estes.

  6. Oi gostei desse site gostaria de saber se voces tem como ver varias situações-limite como essa da Elisângela aqui no morro Dona Marta em Botafogo eles querem remover um monte de casas de moradores que nasceu nesse lugar tem varias faixas em protesto contra a remoção , mas ate agora ninguém foi a nosso favor e nem divulga

  7. Olà,
    Sou Marcello brecciaroli, jornalista italiano pesquizando aqui no Rio de Janeiro para achar storias significativas para o meu documentario que vai falar dos problemas de dereitos umanos em relaçao a Copa. Queria falar com alguem que pode me mostrar os problemas, me levar para as areas mas envolvidas e com as problematicas mas fortes pare fazer um reportage que vai ser o começo do filme.
    Na mail os meus contatos.
    Obrigado

  8. Hi,
    My name is Mouna Saboni, i’m french photographer actually in Rio. I would lake a photographic project about mudations of the city for olympics. I would like to know if it’s possible to have contact with you about this subject. Please contact me by mail if you are interested by any collaboration.
    Best regards,
    Mouna

  9. Olá,
    Primeiramente, gostaria de parabenizá-los pelo projeto, acredito que qualquer tipo de resistência política fundamentada em informações, opiniões e ainda por cima propostas que podem ser agregadas de uma maneira mais justa e respeitosa à sociedade perante aos megaeventos são de extrema importância para os moradores da cidade.
    Também estou trabalhando nesse tema, de uma forma menos significativa, estou realizando um TCC sobre o Maracanã e as camadas populares, e compartilho em grande parte da minha opinião com os palestrantes do debate que ocorreu na UERJ. Gostaria de ter acesso aos mesmos para o enriquecimento do meu trabalho e troca de informações.
    Caso seja possível o envio de algum meio de contato desses palestrantes, ou de algum outro membro do Comitê Popular que domine o tema, via e-mail (g_brum@hotmail.com) ficaria agradecido.
    Novamente, parabéns por essa militância em prol de uma sociedade mais justa!
    Gustavo Brum

  10. Olás. Sugiro vocês deixarem acessível, com fácil acesso, logo na entrada do site, os bons textos dos folhetos sobre a privatização do Maracanã e outros. Obrigado!

  11. Olá, sugiro que vocês realizem a venda de camisas das causas q defendem como forma de custeio do movimento. Eu gostei muito da camisa MARACA É NOSSO e conheço outras pessoas que também se interessariam em comprá-las, assim, teríamos uma bela camisa, e saberíamos que o dinheiro estaria sendo utilizado para bons propósitos, dois coelhos com uma cajadada só!
    Fica a dica!

  12. Olá! Sou estudante de geografia da UFJF e estamos organizando um evento nos dias 4 a 8 de novembro de 2013 em Juiz de Fora – MG. Nossa ideia é realizar uma mesa falando sobre Megaeventos focando na Copa do Mundo e seus desdobramentos, em que convidamos um geógrafo especializado em geografia do esporte, gostaríamos de chamar um membro do Comitê Popular da Copa do Rio. Como poderíamos fazer esse contato? Vocês teriam interesse?
    Obrigado pela atenção!

  13. Temos bloqueios em hotéis e imóveis para locação disponíveis em todas as 2.014 cidades que receberão a Copa do Mundo para qualquer tamanho e tipo de grupo – de executivos para apoiar equipes: com muitas opções disponíveis de casas unifamiliares de luxo para apartamentos e estúdios, estamos confiantes de que não será uma opção para atender às suas necessidades. Nossa experiente equipe multilíngüe tem ajudado os clientes a encontrar imóveis para alugar durante os eventos desde os Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, e nós podemos fornecer referências em todo o mundo.
    Oferecemos pacotes de aluguer só para todos, inclusive, e add-on de serviços como transporte, segurança, facilidades de acesso especiais, helicóptero e passeios de iate e muito mais.
    Por favor, deixe-nos saber suas necessidades e nós estaremos mais do que felizes em fornecê-lo com um pacote de orçamento personalizado para atender às suas necessidades e se encaixam no seu orçamento.
    Atenciosamente,
    Lucia

  14. Oi! Gostaria muito saber quando vai ter a proxima etapa da copa popular, e se o etapa no borel que foi cancelado ainda vai ter ou nao. Sou jornalista e quero escrever sobre isso

  15. Boa tarde, gostaria de poder-me por em contacto para uma pesquisa académica com o Comité como grupo activo sobre as ações dos megaeventos.
    Há semanas que estou enviando e-mails para o Comité mas ainda não tive resposta nem via e-mail nem via facebook.
    Agradeceria muito a sua colaboração.
    Aguardo atentamente a sua resposta.

  16. Olá pessoal,
    sou estudante da Alemanha fazendo mestrado na UFRJ e quero fazer a minha dissertacao sobre o problema habitacional no Brasil e a reprodução da/na periferia.
    Para a pesquisa etnografica que vai ser feita exemplarmente num bairro na zona oeste do RJ, preciso de contatos especificamente no bairro Cosmos (não Vila Kosmos).
    Vocês talvez sabriam me indicar alguém?
    Desde já, muito obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s