Ato de resistência na Providência! Amanhã!!!

Dia 19/07/11, às 9hs haverá um café da amanhã na Praça Américo Brum para impedir a sua demolição!!! Primeiro será a praça, depois vai ser a sua casa! Garanta seu Direito de moradia!

Venham participar!!!

Urbanização sim! Remoção não!

Teleférico para quem?

Não queremos que destruam nosso lazer!

NÓS VIVEMOS ESTA PRAÇA

Fonte: Fórum Comunitário do Porto

O que restará do Morro da Providência?

A Prefeitura continua a marcar casas, becos, ruas, muros no Morro da Providência. A Rua da Grota está praticamente toda demarcada com um símbolo azul redondo e umas marcações em vermelho, com numerações, que devem indicar quantos metros a dentro das casas será preciso derrubar para a rua ser alargada, em função do teleférico.

A estação do Teleférico será numa das praças históricas da Providencia, Praça Américo Brum. Há a expectativa de fechar a praça com tapumes e começar as obras na marra e com a UPP dando proteção no inicio da semana que vem. A equipe técnica da topografia do projeto Morar Carioca está diariamente fazendo as medições e marcações, a equipe social foi trocada (agora é um sociólogo e uma assistente social), mas também continua a entregar as convocações aos moradores e também informam sobre a data do dia 18 de julho como data do início das obras na praça. Ou seja, as maiores obras podem não ter começado de fato, mas estão na iminência de acontecer. A desocupação do Apê e a demolição de parte dele, junto com o fechamento da entrada pela ladeira do Faria nº169/171 são prova disso A área da praça, do prédio da Barroso e do prédio do Apê da Ladeira do Faria, segundo o projeto, constituem um perímetro importante para a implantação dos maiores equipamentos do Morar Carioca no contexto do Porto Maravilha. Ou seja, a SMH continua com seus procedimentos questionáveis desrespeitando os direitos sociais e humanos de diversas famílias da primeira favela brasileira, em nome de uma revitalização que vem destruindo vidas… Nada parece acontecer que obrigue, de fato, a prefeitura a rever o projeto do Morar Carioca.

fonte: Fórum Comunitário do Porto

O que fazer quando é o Estado quem viola os direitos de cidadania?

O passo-à-passo da ilegalidade no Morro da Providência

A atual situação de ameaça de remoção de inúmeras residências no Morro da Providência pode ser descrita através da narrativa dos caminhos e descaminhos dos seus moradores na luta pelo reconhecimento do direito à moradia. Existem mais de 300 moradias, excetuando-se a área da Pedra Lisa, que, parafraseando o filme de Eduardo Coutinho, são “casas marcadas para remover”. Se o número já assusta, afinal estamos falando de um território que já foi objeto de inúmeras ações e programas de urbanização e que é demarcada como área de especial interesse social, os procedimentos utilizados junto à população denunciam o autoritarismo e a ilegalidade das ações do próprio Estado. Continue lendo

Morro da Providência em risco!

Esta semana o Morro da Providência continua a vivenciar o terror imposto pela prefeitura, para garantir os despejos dos moradores em nome do Projeto Porto Maravilha e de um projeto da SMH chamado Morar Carioca .

Segundo informações de moradores, a SMH os informou que o projeto do plano inclinado e do teleférico, não será mais pelo lado direito da Ladeira do Barroso, e sim pela esquerda. Esse argumento foi dado como justificativa para a remoção dos moradores de um prédio em frente à praça Américo Brum. Continue lendo