Transcarioca e as Remoções

Antoniete Rodrigues Simões – Moradora do Largo do Campinho

Fonte: inal…@gmail.com

A Prefeitura do Rio de Janeiro, de olho na Copa (2014 ) e  Olimpíadas (2016), implantou o projeto da TRANSCARIOCA que ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Tom Jobim. Com a intenção de aprimorar os meios de transporte reduzindo o tempo de viagem.

No trajeto por onde passará a TRANSCARIOCA estão acontecendo diversas remoções. No Largo do Campinho, já e notado os escombros de casas e comércio que foram demolidos e outros descaracterizados.

Existem ainda no largo do Campinho casarões construídos no séc. XIX no caminho Imperial (conta a historia que D. Pedro passou por aqui).

No Largo do Campinho existem aproximadamente 60 famílias, um total de 300 pessoas.

A D Hilda (65anos) e Sr Tião (83) vivem no local à 38 anos, eles têm um comércio de móveis antigos de onde tiram seu sustento.Existem muitos idosos,crianças e pessoas portadoras de alguma deficiência.

A Prefeitura tem violado os Direitos Humanos por conta da TRANSCARIOCA, a vida dos moradores tem sido um transtorno diário. Funcionários da Prefeitura tem vindo e coagindo moradores, colocando pressão psicológica ao dizer que se não aceitarem a Prefeitura vai pagar um aluguel social num período de 6 meses e depois cada um responda por si. Aproveitando do pouco conhecimento que possuem sobre seus direitos e oferecendo mais de um apartamento em Cosmos para mais de um membro da casa na condição que todos deixem o local.

A Prefeitura não tem dado opção, mas vem impondo um apartamento em Cosmos cerca de 60 km, aproximadamente, do largo do campinho.

A prefeitura marcou para levar o pessoal sem compromisso para ver os apartamentos. Quando lá estavam automaticamente eles fizeram um cadastro e voltou uma semana depois para levar as pessoas que haviam dado o nome, dizendo eles aos moradores que não passavam de formiguinhas diante da Prefeitura e que ela sempre vence. Os moradores se sentido pressionados a aceitar e achando que o fato de ter ido ver o apartamento e dado o nome eram obrigados a se mudar, acabaram concordando, dessa vez foram 9 famílias na
semana seguinte 12 famílias. Tem  o pessoal que não concorda com a maneira  de a prefeitura esta direcionando suas vidas e ficaram para resistir acreditando que os direitos humanos e a lei orgânica serão respeitados.

O primeiro contato oficial que eles tiverem foi 05/01/11, foi dito que ate o momento a única coisa que eles teriam a oferecer e o apartamento quitados em Cosmos – avaliados em RS 51.000,00.

Foi feito uma manifestação pacifica dia 02/11/11 no largo do Campinho. Os moradores estavam reivindicando uma moradia digna e próxima da de origem sem ter que afetar a rotina e pesar no bolso seu deslocamento.

Os moradores não estão contra o Progresso, apenas querem seus direitos respeitados.

O Querido prefeito tem liberado verbas para o Carnaval, que é uma brincadeira e dura apenas 3 dias,  mas não tem dado a mínima para o destino de vidas humanas que precisam do básico para sobreviver. Sua única solução é transferir todos os menos favorecidos para Cosmos, formando um verdadeiro gueto.

DEIXO O NOSSO GRITO DE SOCORRO A VOCÊS EM NOME DOS MORADORES DO LARGO DO CAMPINHO-RJ

Antoniete Rodrigues Simões – Moradora do Largo do Campinho

Mensagem enviada por inal…@gmail.com

Anúncios

2 respostas em “Transcarioca e as Remoções

  1. Sra. Antoniete, bom dia!
    Sou estudante de Serviço Social da PUC-RIO e gostaria de saber se é possível realizar uma pesquisa/entrevista sobre as remoções provocadas pelo Projeto TRANSCARIOCA.

    • Oi Ana Claudia.

      Em maio, houve uma Missão da Relatoria do Direito à Cidade Plataforma Dhesca, no Rio de Janeiro. Foram investigadas situações de violação do direito à moradia e produzido um documento com detalhes desses casos, que pode ser acessado neste link: http://bit.ly/moZeKk. Talvez possa te ajudar. Você pode também ir às nossas reuniões. A próxima será no dia 25/10, às 18h.

      um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s