Torcedores fazem manifestação em frente ao Maracanã no sábado

Ato inicia a campanha “O Maraca é nosso!”, que questiona privatização do estádio

Um ato organizado pelo Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas do Rio de Janeiro para o próximo sábado (3/12), às 10h, propõe um abraço ao Maracanã após o anúncio de sua privatização pelo Governo do Estado. Esta será a primeira ação da campanha “O Maraca é nosso!”, que tem como objetivo questionar os seguintes pontos:

Mau uso do dinheiro público: de 1999 a 2006, foram gastos cerca de 400 milhões de reais em reformas que prometiam deixar o Maraca pronto para a Copa de 2014. Agora decidem colocar tudo abaixo e construir um novo estádio por mais de 1 bilhão;

Privatização do Maracanã: após as centenas de milhões das reformas e o bilhão da reconstrução, não faz sentido um patrimônio público, de todos os cariocas, ser repassado para a iniciativa privada, que não investiu no estádio mas está a postos para embolsar o lucro gerado por ele. O Maraca é da população e não pode ser vendido;

Elitização do Maracanã: Está cada vez mais caro frequentar e assistir futebol ao vivo, o que tem afastado boa parte da população dos estádios. A geral, espaço tradicional de participação popular, com ingressos a preços acessíveis, já havia sido extinta. Além disso, recentemente, mais de 100 mil pessoas assistiam ao jogo com segurança no estádio, mas com cadeirinhas acolchoadas e lugares marcados, cairá praticamente pela metade a capacidade de público e menos pessoas poderão ver o jogo. Exigimos preços populares e o aumento da capacidade de público do projeto do novo estádio;

“Europeização” do Maracanã: Sem a geral, morrem as manifestações populares bem-humoradas. Agora, botam abaixo também as arquibancadas, espaço coletivo de criação, para a construção de um Maracanã inteiro com camarotes, cadeiras numeradas e lugares marcados, inviabilizando nossas formas tradicionais de torcer, com mobilidade dentro do estádio, coreografias, intrumentos musicais, bandeiras… Queremos respeito à nossa cultura de torcedor e exigimos a inclusão de setores populares no projeto do novo estádio;

Descaracterização arquitetônica do Maracanã: o estádio, que é um patrimônio histórico e cultural tombado, está sendo descaracterizado para se transformar em uma “arena” em beneficio de espaços vip. O Maracanã não pode virar shopping center;

Remoção de famílias do entorno: comunidades de baixa renda estão tendo seu direito à moradia violados para dar lugar a estacionamento gigantescos. Achamos a habitação para pessoas um legado mais importante do que vagas para carros.

Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas do Rio de Janeiro

O Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas do Rio de Janeiro é um grupo que reúne movimentos sociais, organizações, representantes de comunidades, membros da academia e outras entidades e pessoas críticas à forma como estão sendo geridos os recursos e como estão sendo feitas as transformações urbanas para a Copa e as Olimpíadas na cidade.

Serviço

O ato será no sábado, às 10h, no Maracanã.
Pontos de encontro: no Bellini e no Esqueleto, em frente à UERJ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s