Excesso de Copa afeta democracia no Brasil

Por Licio Monteiro *

ronaldo_pessimistas

Mr. Valcke – secretário-geral da FIFA – afirmou que “menos democracia é melhor para se organizar uma Copa do Mundo”. Ele disse que será mais fácil na Rússia, com o pulso firme de Putin do que foi na Alemanha, onde tinha que negociar. O recado, no entanto, é para o Brasil. Limpem o terreno para a ditadura da FIFA! Para isso, nada melhor do que contar com o presidente da CBF José Maria Marin, um especialista em repressão política – foi quem pediu a cabeça do Vladimir Herzog na época da ditadura –, e Joseph Blatter, atual presidente da FIFA, que declarou ter ficado feliz quando a Argentina ganhou a Copa de 1978 porque a ditadura argentina recuperou seu prestígio popular.

Mr. Valcke confunde democracia com licença para falar besteira. O que temos no Brasil é muito mais a segunda opção do que a primeira. Não fosse isso, talvez as forças do povo já teriam dado um belo chute no traseiro desse cara por suas últimas declarações – assim como ele disse há um ano atrás que deveria ser feito com o Brasil.

O que tem ocorrido de maneira sistemática é que a Copa do Mundo tem instituído um estado de exceção no qual a democracia tem sido ora erodida lentamente sem que as pessoas percebam, ora desbarrancada de modo abrupto, na cara de todo mundo.

O que é preciso destacar na fala do Mr. Valcke é que a recíproca também é verdadeira: a Copa tem afetado a democracia de diferentes formas desde que foi estabelecida como a prioridade do país.

Vamos enumerar algumas das maneiras como a Copa tem deixado nosso país mais autoritário.

1. Remoções forçadas: estima-se que o número de pessoas que já foram removidas ou estão sob ameaça de remoção forçada por conta da Copa e das Olimpíadas chegue a 170 mil em todo o Brasil. A voz dessas pessoas têm sido apagadas sistematicamente, as instituições públicas que deveriam defender o direito dessa população cada vez mais silenciam frente às exigências dos megaeventos esportivos. E na esteira das remoções, novos espaços são incorporados à exploração comercial das empresas que adquirirem as concessões dos estádios. Ou seja, tiram de quem não tem nada para entregar àqueles bilionários que assumirão os negócios quando a poeira baixar.

2. Negação de direitos sociais durante a Copa: existe um projeto de lei tramitando no Congresso que prevê a supressão de diversos direitos dos cidadãos brasileiros durante a Copa e estabelece novos tipos penais de crime – inclusive de terrorismo, figura que nem consta na legislação brasileira. E o pior é que isso vem com restrições ao direito amplo de defesa. A FIFA vai poder definir quem entra e quem sai do Brasil durante a Copa, obrigando a concessão de visto para qualquer um que tenha comprado ingresso e restringindo a entrada de estrangeiros indesejáveis. Além disso, o projeto de lei prevê a suspensão do direito de greve, calando a boca dos trabalhadores durante a festa para que nenhuma denúncia das condições de trabalho no Brasil possa ser feita. Outro projeto ainda busca instituir “zonas limpas” nas cidades-sede durante três meses que antecedem a Copa, restringindo o acesso da população aos espaços públicos. Duvida que vá acontecer? Pois no próximo sábado já estão previstas restrições no entorno do Maracanã para o jogo festivo dos amigos do Ronaldo e do Bebeto.

3. Redução do público nos estádios + altos preços: a maioria dos estádios reformados para a Copa reduziu a capacidade de público e aumentou a estratificação dos preços. Isso significa que futebol em estádio vai cada vez mais deixar de ser um espetáculo para as grandes multidões. Os antigos Maracanã, Mineirão, Beira-Rio e Fonte Nova, grandes estádios reformados para a Copa, tiveram suas capacidades reduzidas, apesar de ocuparem uma área mais extensa. Menos gente tem que pagar mais caro para o estádio dar lucro. O preço mínimo do ingresso que começaram a vender para a Copa do Mundo é de R$ 1.185,00.

4. Proibição de manifestações culturais brasileiras: proibiram as baianas de venderem acarajé nas imediações dos estádios da Copa, agora proibiram as festas de São João durante a Copa das Confederações. A Lei da Copa prevê também o fim daquelas exibições em telão no meio da rua, com as grandes multidões (Art. 16, inciso IV). E a decoração da cidade deve ser exclusiva das marcas patrocinadoras da FIFA, qualquer outro enfeite popular poderá ser removido. Mas já estão inventando nossas novas tradições brasileiras: a caxirola (um chocalho igual ao caxixi que acompanha o berimbau) e o pedhuá (um apito) já foram patenteados pela CBF como os novos símbolos sonoros dos nossos estádios durante a Copa.

5. Destruição de equipamentos esportivos de uso público: imaginem que o Rio de Janeiro tivesse um parque aquático recentemente reformado que atendesse aos atletas olímpicos e a diversos projetos sociais gratuitos para a população. Imagina que tivesse também um estádio de atletismo para treinamento das futuras promessas do esporte olímpico do Brasil. E de quebra ainda uma escola pública modelo entre as melhores da cidade. Agora pare de imaginar e olhe o Parque Aquático Júlio Delamare, o Estádio de Atletismo Célio de Barros e a Escola Friedenreich. Pois é, eles vão ser derrubados para a reforma do Maracanã. E a empresa que derrubá-los ganhará o direito de reconstruí-los, com subsídio do governo. Quando ficará pronto? Não se sabe.

Esses são alguns dos pontos que já estão em pauta. Mas o pior certamente está virá quando estivermos mais perto dos megaeventos. A Copa não é e não vai ser de todo mundo. Por isso não se surpreendam quando amanhã de manhã a felicidade desabar sobre os homens – não é, Tom Zé? Lembra da propaganda de cerveja em que o Ronaldo aponta o dedo para os pessimistas? Nessa Copa os pessimistas são todos suspeitos.

* Licio Monteiro, geógrafo, doutorando em Geografia/UFRJ

Anúncios

Uma resposta em “Excesso de Copa afeta democracia no Brasil

  1. Discute-se AGORA o modo desastroso do preparo da Copa14. Enfim, o Brasil [parece] q acordou e contamos com comités em todo o Brasil, unidos contra essa opressão e desmandos, impostos à Sociedade em aceitar passivamente os megaeventos. Contudo Não se fala nas Olimpíadas. Esse megaevento [Olimpíadas] irá ocorrer APENAS no Rio.. alguém já se deu conta? O mundo inteiro aqui no Rio? O q esperamos? Chegar às vésperas, qdo será tarde demais? Arrancar os cabelos na véspera da CATASTROFE? E-X-I-S-T–E uma REPRESENTAÇÃO ao Ministério Público do Rio de Janeiro, onde se questiona a legitimidade da escolha. O texto em resumo é este: “Noticiante deseja informação sobre a ilegitimidade da escolha do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas em 2016..o carioca..NÃO foi consultado..da conveniência deste mega evento..Fluxo de pessoas do mundo inteiro virá ao Rio já desfigurado por sucessivas obras..NÃO houve amplo debate [contras x prós]..explicar..moradores dificuldades restrições transtornos antes durante depois ..Os habitantes foram literalmente excluídos d qqr consulta..deveria haver referendo entre os q residem há + d 10 anos na cidade para avaliar o grau d aceitação..efeitos desastrosos já estão ocorrendo refém do medo pânico descaso abandono falta d qualidade d vida desmatamento avança a olhos vistos d min / min …” A promotoria negou seguimento. O tema, porém, é de interesse público coletivo & difuso: todos ao MP exigir reabertura do Proc. Ainda há tempo. Salvemos o Rio. Basta q cada um vá / ou em grupos/ ou em abaixo assinados REQUERER REABERTURA .. é sempre possível pois trata-se de interesse PÚBLICO.
    Dados : PROC PROTOC 81404, 28/10/2009, CÓD PROV 13842/2009 (PJ3TCICAP – 3a. PROMOTORIA d JUSTIÇA d TUTELA COLETIVA d DEFESA d CIDADANIA// ref 6o. Centro d Apoio Operacional d Defesa da Cidadania, Consumidor e Proteção ao Meio Ambiente e Patrimônio.
    ///obs: Vale ressaltar que dias após escolha o Rio foi palco de
    * Vídeo enviado …Rio de Janeiro Uma Cidade Sitiada Violência! 17 de Outubro de 2009 Reportagem do Jornal da
    * http://cidadeinteira.blogspot.com.br/2009_10_01_archive.htmlSe a Olimpíada continuar misteriosa quanto às decisões fundamentais para a cidade (-por que concentrar os investimentos na Barra? -onde ficarão os benefícios para a cidade? -etc.), veremos cada vez mais propostas inusitadas como esta publicada pelo G____. À margem da lei urbanística, até a CBF quer uma benesse para a construção de sua sede…
    Leia as reportagens do G____:
    Olímpíadas mudam tudo em Vargem Grande
    Regras só explicadas após aprovadas///
    O MPRJ fechou os olhos..e sumariamente indeferiu. Após arquivamento sumário da Representação, ocorreram vários desastres ambientais com deslizamentos matando centenas de pessoas..Prédios caindo/ bueiros explodindo / ocupação d calçadas/ desordem urbana/ esgoto a céu aberto / mau cheiro / transporte vergonhoso / policiamento inexistente ou truculento” Não é preciso ser adivinho inteligente.. basta bom senso, pra enxergar q é: verdadeira bomba relógio de efeito retardado..quem nasceu no Rio quem vive no Rio ama o Rio precisa do Rio, vai correr ao MPRJ e reabrir a Representação.
    Aliás, o local onde vivemos NÃO TEM PATRÃO, pra sair aí dando ordens e transmudando tudo como se fosse sua propriedade. Qqr megaevento, 1o. LUGAR POPULAÇÃO LOCAL TEM de SER C-O-N-S-U-L-T-A-D-A. Então indago: O Aterro do Flamengo foi criado para o lazer informal da população do Flamengo/ Bairros arredores e Todo aquele q venha compartilhar LIVREMENTE desse belo recanto. VEDADO servir pra competições/ MARATONAS/ECORIO12/ corridas / comícios/ gigantescos encontros PROGRAMADOS d milhares/ milhão..é absurda essa invasão no único espaço livre da população local. NÃO! AOS MEGAEVENTOS/ NÃO! AOS MEGAENCONTROS PROGRAMADOS para tolher a livre circulação do Aterro e outros locais de lazer da população. Ademais, a quem interessa?Maratona [patrocinador oficial..NIKE ou CocaCola/ Brahma/ Unibanco..Fóra todos!tirem as garras]. Na época as poucas pessoas q se insurgiram foram ridicularizadas e acabaram caladas, enquanto a maioria da população desvairada comemorava na rua e no fundo todo mundo pensava no “aproveitamento” de ganhar uma graninha [uns alugando quarto outros ventendo boné .. ESSA É A VERDADE – ninguém se aprofundou [a maioria só abriu garrafas de champagne] Se vamos enfrentar o “Olimpiadas2016 NÃO!!!TEMOS DE CONTAR COM APOIO DE TODOS OS COMITÉS de todo o Brasil, pois somos pequenos para enfrentar. sozinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s