R$ 42,9 milhões gastos pelo Governo Federal em armas menos letais para grandes eventos

Em 29 de novembro de 2012, o Ministério da Justiça gastou R$ 42.890.205,77 na aquisição de armamento menos letal para atender os Estados-sede dos grandes eventos. A beneficiária: CONDOR S/A INDUSTRIA QUIMICA. Esse é o valor gasto apenas pelo governo federal, já que os Estados também adquiriram armamento diretamente com a empresa.

Três perguntas precisam ser feitas:

1. Se os grandes eventos são em benefício da população, por que é preciso adquirir armamento repressivo para atender Estados-sede de grandes eventos?

2. O que poderia ser feito com R$ 42,9 milhões em benefício da população dos Estados-sede?

3. Fala-se muito dos prejuízos causados pelos “vândalos”, mas por que não se fala do prejuízo muito maior causado aos cofres públicos pela indústria da repressão?

Detalhes da aquisição em http://www.portaltransparencia.gov.br/despesasdiarias/empenho?documento=200248000012012NE800082

arma-menosletal

Anúncios

A cada bomba lançada pela polícia, um computador a menos nas escolas públicas

Imagem: Felipe Dana/AP

Imagem: Felipe Dana/AP

Após a Polícia Militar do Rio de Janeiro lançar mais de 4 mil bombas – inclusive fora da validade – para reprimir violentamente a manifestação do dia 20/6 no Rio de Janeiro, um pedido de 2 mil bombas com dispensa de licitação foi feito à Condor S/A Indústria Química. O valor: R$ 1,6 milhão, ou seja, R$ 800 por bomba. Cada bomba equivale a um computador, que poderia equipar as escolas públicas do Estado e dar acesso aos estudantes a outro tipo de informação, que não vem da manipulada grande mídia. Quantos milhões são gastos em bombas, hora extra de policiais, e todo tipo de artefato de repressão? O que poderia ser feito com estes recursos? Melhor empregados, a repressão seria necessária? Comentários abertos.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2013/06/27/estoque-acaba-e-pm-compra-bombas-emergencialmente.htm